domingo, 21 de dezembro de 2014

Adeus


Adeus
Queria dizer adeus sem machucar.
Queria abraçar aqueles sem fazer chorar
Pois bem!
Nessa terra que aqui vivo.
Deixei fincadas as raízes...
Com as minhas crises assisti se desvairem depressa.
Apanhei muito, chorei muito, e labutei muito...
No amor, creio que dei o meu melhor.
Mas o melhor não é muito e nem pouco?
Amei e nem sei se fui amado ou se amei direito...
Mas isso é irrelevante agora...
Se for amado de mais ou de menos ou se amei de mais ou de menos.
Portanto, tudo na vida exige-se condições...
Mas, só sei o que deixei nas minhas ações.
O que interessa é o meu legado!
Hoje recordo animado,
Os dias que vivi num passado...
Sou do sertão, nasci na cidade das flores, que me particular é repleta de cores...
Falei adeus muitas vezes e machuquei sem olhar pra traz
Se for cruel não cabe a eu julgar e nem a ti!
Mas é natural a qualquer momento todo ser vivo dizer adeus.
Amandio Sales
Boa semana.

O seu comentário é muito importante para mim. Obrigado por sua visita! Volte sempre!