quarta-feira, 7 de maio de 2014

Cadê você

Ainda bem que tenho você, para seguir em frente.
Lá na frente, te perdi...
Responda-me?
Onde encontro as chaves para minhas incertezas?
Você falou - cadê você?
Agora sei defato que anseio pelos teus beijos...
Perco-me sentindo-me estranho próximo a você que se dizia ser louca e eu?
Perdido feito um cão de rua que abana o rabo a esperar migalhas tuas...
Você mulher que nalguma vez lançou feitiços a ponto de tal magia me transformar no que sou hoje...
Apaixonado por você...
E pela minha VIDA!
E encontrando-me, amando-me posso ser mais do que anseio ser para você.
E ainda me perguntas -
Cadê você?
Amandio