terça-feira, 22 de outubro de 2013

Um imo de um novo amor

Eu sei falar do amor e o amor sabe falar de mim, 
porque juntos respiramos a mesma essência. 
Sei contemplar a solidão que me persegue quando me esqueço, 
e o interior do amor passa por despercebido... 
Entretanto, uma força estranha me conduziu-me para janela, 
senti uma leve brisa e quando olhei para os céus, 
em alguns momentos esqueci-me sozinho não estou, mas
só desejaria alcançar com aquela lua que me contemplava deslumbrada...
Qual lunático perde a razão e pode falar palavras devaneadas, 
a lua o amor ou àquela senhorita sentada na calçada, 
olhando para o tempo quando havia tido com o amado. 
Hoje ela anda calada querendo aquela essência para sua vida mudar, 
um imo de um novo amor um mimicou ou Chaplin que a faça rir presenteando-lhe com delicadeza uma pequena flor,
que possa essa pequena flor tornar a ser um grande regalo de amor... 
Amandio Sales.

O seu comentário é muito importante para mim. Obrigado por sua visita! Volte sempre!