sábado, 24 de março de 2012

Poderia


     Poderia expiar os sentimentos retidos dentro de mim que desafiam em melhorar interiormente. Desejaria purificá-los assim alcançando um ambiente mais puro e agradável, poderia e poderia viver isso ao teu lado, imagine só! Duas pessoas juntas fazendo o bem corrigindo-se, amando-se em um profundo encanto...
Ajuntaria a lua e o sol com o pensamento e na borda da ponte um primoroso casamento com a benção da chuva molhando o nosso ser e assim energizar tudo. Todavia o grande talento nos une no amor e é presente do carinho que mora em nossos anseios, metade das nossas paixões. O meu poema é para lembrar-te que somos um e quando tudo anda ruim é porque um de nos deixa de somar...
                  Poderia mergulhar nesse lago frio! Saltando desta ponte e submergindo no silencio das águas profundas esquecendo todos os pensamentos, você tem a mim todos os dias em pensamentos e orações, incluo em você aspirações para sorrir e prosseguir, assim compreendendo tudo, contudo sem ti sou canções no silencio, mas quando avisto o teu semblante tudo vira serenatas, pessoas sorriem, relembro a felicidade em todos os recantos dos nossos passos na estrada da vida já dados...