quinta-feira, 23 de junho de 2011

Bullyng



Cansei de ser zoado(a) e tantos dedos apontavam contra mim!
Risadas altas, apelidos e muitas tapas... Não deixavam-me  em paz me cutucavam feito diabinhos malvados!
Perseguiam-me direto, onde eu ia tinha um ou dois a tirar sarro de minha cara e quase ninguém quis ficar perto de mim e poucas pessoas defendiam-me... Eu; tão pequeno(a) me sentia, queria morrer!
Sair deste mundo ou partir para algum lugar, onde não houvessem tantas gargalhadas!
Eu queria fugir dos apelidos que colocavam em mim, senti-me isolado(a) e com medo fiquei!
Não queria mais sair de casa, tinha medo de olhar nas pessoas, próximas a mim e contar tudo!
Porque fui humilhado(a) e a auto-confiança não tinha mais...
Só queria ficar trancado(a) em meu quarto e chorar e chorar em fim...
Tantas vezes tive sede de vingança!
Pegar uma arma talvez!
Ou quem dera Deus!
Ter super poderes e bater em todos aqueles que mexeram comigo!
Mas não fiz isso, dei tempo ao tempo e esqueci, não esquecendo feito um monstro crescendo dentro de mim... Hoje sou calado(a), em algum canto você pode me ver bebendo ou tentando me matar ou em estado de revolta, atacando a todos por ser perseguido(a) sempre!
Se eu fizer algo que traga a revolta mutua?
Uma barbárie?
E a culpa é de quem?
Sua!
Por me zoar, por me humilhar, por eu ser magro(a) de mais, por eu ser gordo(a) de mais, por eu falar fino, ou ter a voz roca e simplesmente pela cor da minha pele, pela minha opção sexual!
A culpa é tua e quem dera Deus os teus futuros filhos e filhas não passem pelo que passei...