segunda-feira, 4 de abril de 2011

Asas cortadas




No Éden havia um anjo, que estava sentado perto de uma cachoeira linda!
Observando as coisas e pondo-se a pensar.
- O que será o amor?
Humanos tão egoístas e pretensiosos. 
Ele chegou perto de uma figura toda iluminada por uma aura branca e perguntou:
- Papai: quero descer e passar um dia junto dessas pessoas, lá em baixo!
Deus olhou para ela e com sorriso acolhedor disse Ele:
- claro! 
Só tem um, porém; tirarei-lhe as asas para que não saias correndo perplexa com estes que são meus filhos tão complicados!
- Tópo!  -exclamou o anjo! 
Então vai à forma de um recém nascido! Deus tirou-lhe as asas e agora vá!
O anjo acostumado voar deu um salto e foi aquele barulho!
CABUM!
         Um casal acordou e viram uma linda menina enrolada em panos maltrapilhos, a mulher logo se afeiçoou a criança. Pegaram a criança em forma de anjo e logo foram para dentro de casa.
Já era dia, o esposo foi para o trabalho, antes de ir deu um beijo na mulher e fez uma graça na criança logo saiu.
E a pobre mulher brincando com a criança, como é o teu nome bebê?
Já sei vou te chamar de Adriana “Trata-se de pessoa com grande chance de triunfar. Mostra interesse pelos mais variados assuntos e aprende tudo com facilidade. Sabe que para ser querido, preciso demonstrar seu afeto.”
Logo era tardinha o marido chegou, mas chegou diferente e do lado uma figura pequena e engraçada (capetinha), mas, só o anjo em forma de bebê o via! O pobre esposo induzindo a violência começou a espancar a mulher e o anjo fazer nada podia a não ser a chorar, e, pois a chorar, olhou para a criança irritado pegou uma arma e quando chegava perto da criança se olhou no espelho e viu o demônio que tinha se tornado. O capetinha de tudo fazia, - mata! Gritava o capetinha. O marido parou e não sentiu os pés nos chão desabou num choro e a esposa o abraçou e o marido pedia perdão pelo pecado que havia cometer. “essa foi à lição que o anjo teve, indagou o anjo, na frente do espelho viu um monstro que havia a tornar e um buraco abriu em seus pés e caiu.
Noutro dia o marido saiu para trabalhar, chegando ao bar pediu uma dose de qualquer bebida e em seguida a derramou num pote ao lado!
Pediu ou outro copo e mais não com bebida alcoólica, pediu água.
O barman, vendo isso perguntou. – porque derramou a bebida no pote?
O senhor: - para este capeta que me segue todo dia!
O capetinha saiu enfurecido e nunca mais voltou!
O marido do trabalho foi direto pra casa com flores e presente para a esposa e o bebê. Mas já era hora do anjo ir! Chorando o bebê transformou-se no anjo, uma linda mulher com a paz nos olhos o casal assustado sem saber o porquê da situação e sem ação. O anjo falou não tenham medo:
Vocês me ensinaram o que é o amor e agora o pai me chama, obrigada por tudo!
E o casal ficou maravilhado com o que viram.
Chegando ao Éden o anjo falou:
Papai: agora sinto a pequena fagulha que o humano chama de AMOR.
Todas as estrelas acabam caindo. Mas uma estrela é apenas uma pequenina centelha do grande facho de luz que há no céu.
Jostein Gaarder ( Através do espelho)